sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Marta, Maria, Matilde.

Duas amigas de Jesus, as irmãs de Lázaro, Marta e Maria são consideradas personagens bíblicas muito importantes, são dois espelhos para a vida cristã, dois modelos de discípulas de Jesus. Maria foi aquela que “sentou-se aos pés do Senhor, e ficou escutando as suas palavras” (Lucas 10:39). E Marta foi quem proferiu, talvez antes de Pedro, a fé em Jesus como “o Messias, o Filho de Deus que devia vir a este mundo” (João 11:27).

Essas duas amigas de Jesus servem como referência para a nossa vida de hoje. Mas, quero falar em três importantes amigas de Jesus: as irmãs Marta e Maria da Bíblia e a Matilde, que também é amiga de Jesus, uma personagem viva da vida de hoje, da vida iluminada pela Bíblia. Quero falar da professora universitária, que prefere ser chamada de educadora popular, talvez porque professora ela foi por um tempo, mas educadora do povo, uma vida inteira. Quero falar de Matilde Cecchin, a mana do Irmão Antônio Cechin. Ela é uma das pessoas indicadas para o “Prêmio Betinho Atitude Cidadã 2011”. Mas, meu objetivo não é convencer ninguém a votar nela, porque sei que Matilde receberá muitos e muitos votos por ela própria, por seu extraordinário exemplo de vida. Com estas palavras, apenas quero manifestar admiração, respeito e carinho por alguém que, silenciosamente, faz uma verdadeira revolução.

É natural que a maioria das pessoas conheça mais o nome de Irmão Antônio Cechin, porque sua vida foi marcada por muitos episódios fortes. Mas ao seu lado, ele sempre teve uma presença de força terna, de mãe e irmã, através da sua “mana Matilde”, como costuma chama-la. Irmão Antônio, o Tonico, na expressão carinhosa da mana Matilde, sempre expressou a importância singular de sua irmã em todos os momentos de sua vida, seja no trabalho, na criatividade, na convivência, no exemplo, no cotidiano de quem vive em defesa da Vida.

Sabemos que todo o bem que Matilde fez ao seu irmão, perseguido, preso e torturado pela Ditadura Militar, foi alimento para que ela se tornasse cada vez mais uma pessoa livre e capaz de servir e amar os pobres. E foi com sua mana Matilde, que o irmão marista, Antônio Cechin, decidiu consagrar sua vida e viver o batismo em comunidade, servindo aos últimos da sociedade. Foram para a periferia de Canoas, onde deram início a caminhada das Comunidades Eclesiais de Base (CEB’s). E através dos catadores, levaram a ecologia para dentro da Igreja. Juntos, em Canoas e depois nas Ilhas do Guaíba e em outras periferias de Porto Alegre, fizeram um trabalho fantástico de libertação e empoderamento do povo empobrecido, especialmente as mulheres, negros, índios e jovens. E hoje, ambos continuam firmes na luta, tentando garantir dignidade e direitos aos últimos da sociedade, aqueles que vivem do “lixo”, do que lhes sobrou.

Matilde é uma pessoa de atitude cidadã e a sua especialidade é a educação, tendo sido pioneira na catequese libertadora. Mas, o seu sacerdócio - dom sagrado - de educadora se realiza partejando os saberes dos pobres, tornando-os mais livres, conscientes e sabedores da verdade, sabedores da grande verdade de que eles realmente são capazes. Matilde é uma verdadeira educadora, porque possui o mais magnífico dom da educação, que é a humildade.

Por isso e por muito mais, eu já votei. E para quem conhece Matilde Cecchin, indico o site do “Prêmio Betinho Atitude Cidadã” (www.coepbrasil.org.br/premiobetinho)

Pilato Pereira

Pastoral da Ecologia RS

www.pastoraldaecologia.blogspot.com

Nenhum comentário:

Seguidores

Na sua opinião, Ecologia é:

Loading...

Dicas de blogs

Papel de Parede

Lago Sereno Rosa São Miguel das Missões - RS Tranqüilidade