segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Encontro Estadual da Pastoral da Ecologia

Pastoral da Ecologia da CNBB Sul III aposta nos Grupos Ecológicos de Base

A Pastoral da Ecologia promoveu no último dia 21 de novembro um encontro de formação e articulação, onde foram abordados temas referentes à crise ecológica e a visão cristã de ecologia.

Através do método “Ver, Julgar e Agir”, os participantes do encontro refletiram sobre a atual situação socioambiental do planeta e definiram algumas estratégias para atuação pastoral.

Após acolhida dos participantes e momento de espiritualidade, a bióloga Maria Carmem Sestren-Bastos, do InGá (Instituto Gaúcho de Estudos Ambientais) fez uma fez uma palestra com o tema “Nós e o Meio Ambiente”. A seguir o canadense Denis, da Igreja da Pompéia apresentou material sobre formas alternativas de preservar o meio ambiente no dia a dia da vida doméstica. Na seqüência houve debate sobre a situação atual do meio ambiente e partilha das experiências dos Grupos Ecológicos de Base (GEB’s). Na parte da tarde, Pilato Pereira abordou sobre aspectos bíblicos e teológicos da Ecologia – a Ecologia como uma questão de fé.

Seguindo os passos da metodologia “Ver, Julgar e Agir”, os participantes do encontro definiram a organização dos Grupos Ecológicos de Base como estratégia para implantar a Pastoral da Ecologia nas dioceses do Rio Grande do Sul.

Os grupos Ecológicos de Base são constituídos por pessoas que, a partir da fé, decidem atuar em defesa do meio ambiente. Um grupo de pessoas que se reúne, reza, estuda e atua conjuntamente. Cada grupo atua no seu local específico, mas conectado com os demais grupos e outras organizações ambientais para sumir lutas maiores. Os Grupos Ecológicos de Base tem quatro pilares de sustentação: o Testemunho, o Dialogo, a Denúncia e o Anúncio. É preciso olhar global e local, agir local e global.

Também esteve presente no encontro o fundador do Movimento Gaúcho em Defesa do Meio Ambiente, MoGDeMA, o Sr. Sylvio Nogueira que compartilhou sobre a experiência de mobilização dos militantes e diversos movimentos e organizações ambientais no caso da Consulta Pública sobre o Pontal do Estaleiro em Porto Alegre. Na ocasião a Pastoral da Ecologia se manifestou em defesa da Orla do Guaíba e contra a privatização e a degradação do espaço natural da Orla do Guaíba no Pontal do Estaleiro.

Foi estabelecido a realização de dois encontros em nível regional durante o ano e outros encontros nas dioceses. A Pastoral da Ecologia participará da celebração dos 10 anos do Fórum Social Mundial e vai oferecer oficinas no Mutirão de Comunicação, que acontece em Porto Alegre, entre os dias 3 a 7 de fevereiro de 2010.

Nenhum comentário:

Seguidores

Na sua opinião, Ecologia é:

Loading...

Dicas de blogs

Papel de Parede

Lago Sereno Rosa São Miguel das Missões - RS Tranqüilidade