terça-feira, 4 de novembro de 2008

A pegada ecológica brasileira

A pegada ecológica brasileira.
Entrevista especial com Lucas Gonçalves Pereira

Para pensarmos a forma como o meio ambiente está se denegrindo, é preciso atentarmos para a forma como estamos consumindo os recursos naturais. Deixamos, portanto, “pegadas” nos espaços que nos apropriamos e quanto mais exploramos a Terra, mais marcas deixamos na natureza. Desta forma, funciona a Pegada Ecológica, uma estimativa que mostra até que ponto a nossa forma de viver está de acordo com a capacidade que o planeta tem de oferecer e renovar seus recursos naturais assim como de absorver os resíduos que geramos. “Pela metodologia convencional, a pegada do Brasil é de cerca de 2,1 hectares por pessoa, ou seja, cada brasileiro precisa de uma área de cerca de 2 campos de futebol para produzir tudo aquilo que ele consome. Esse valor é pequeno se comparada à pegada dos EUA. Cada americano precisa de quase dez campos de futebol para manter seu padrão de consumo”, declarou Lucas Gonçalves Pereira em entrevista à IHU On-Line, realizada por e-mail.

A partir de sua tese que trata da questão da pegada ecológica ele nos responde algumas proposições acerca do tema. Desta forma, ele fala da sustentabilidade do Brasil, como é medida a pegada ecológica no país, os alertas em relação aos dados apresentados e como devemos mudar o nosso consumo para que nossas pegadas pelo meio ambiente brasileiro possa não deixar marcas para as futuras gerações.

Lucas Gonçalves Pereira é graduado em Engenharia de Alimentos, pela Universidade Estadual de Campinas - Unicamp. Nesta mesma instituição, obteve o título de mestre e doutor em Engenharia de Alimentos.

Confira a entrevista completa no site do IHU-Unisinos: http://www.unisinos.br/_ihu/index.php?option=com_noticias&Itemid=18&task=detalhe&id=17945


Nenhum comentário:

Seguidores

Na sua opinião, Ecologia é:

Loading...

Dicas de blogs

Papel de Parede

Lago Sereno Rosa São Miguel das Missões - RS Tranqüilidade