terça-feira, 22 de dezembro de 2009

ONU vai rever processo decisório sobre clima

A Organização das Nações Unidas (ONU) curvou-se ontem a uma crescente pressão para iniciar uma ampla reforma em seus processos de decisão com vistas a um acordo sobre mudanças climáticas.

A reportagem é de Fiona Harvey, Joshua Chaffin e Harvey Morris, do Financial Times, e publicada pelo jornal Valor, 22-12-2009.

Esta e outras informações sobre Copenhague estão no site do IHU - Unisinos (www.ihu.unisinos.br)

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Lula garante que a meta de redução do desmatamento da Amazônia é de 80% até 2020

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, presente em Copenhague na conferência climática da ONU, repeliu hoje a versão de que "o Brasil pretenderia vender a Amazônia". Lula garantiu que a meta de redução do desmatamento da Amazônia é de 80% até 2020. O Presidente confirmou que o Brasil aceita parceria nesta causa, dizendo: "É claro que aceitamos dialogar com a comunidade internacional e cooperar com ela em projetos de conservação".
No entanto, Lula deixou claro que o Brasil vem fazendo sua parte e vai seguir cumprindo seu dever na preservação da Amazônia. "Independentemente dessa cooperação, a meu ver ainda muito tímida, o Brasil tem enfrentado com determinação, e sobretudo com recursos próprios, o desafio de conter o desmatamento e de promover o desenvolvimento sustentável na Amazônia. Além disso, também é pública nossa meta de redução do desmatamento da Amazônia em 80% até 2020, cujo resultado em termos de redução de emissões é superior ao que muitas potências do mundo desenvolvido estão oferecendo até o momento na COP-15", disse o Presidente Lula.

O Presidente Lula concedeu entrevista por escrito aos jornaisPolitiken, da Dinamarca, e o Dagbladet, da Noruega. No Brasil e entrevista do Presidente foi divulgada pela Secretaria de Imprensa do Palácio do Planalto.

Lula disse ainda:
"Posso garantir que, se estivéssemos à espera de o mundo pagar, o quadro do desmatamento hoje na Amazônia seria muito pior do que é."

Nesta quinta-feira, 17/12, no seu primeiro dia na Conferência do Clima de Copenhague, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva se reuniu com a delegação brasileira, incluindo governadores. Lula também teve encontros com chefes de Estado, como os primeiros-ministros do país anfitrião, Lars Rasmussen, e do Reino Unido, Gordon Brown. El também recebeu um telefonema do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama.

Em seu pronunciamento, o Presidente Lula defendeu, como referência nos compromissos dos países, um aumento máximo da temperatura média global de 2 graus centígrados.
Lula garantiu que a meta do Brasil é reduzir suas emissões de gás Carbônico em até 39% até 2020 e disse que isso exigirá recursos da ordem de 160 bilhões de dólares.
Em seu pronunciamento, Lula descartou a responsabilidade de países em desenvolvimento sobre a mudança climática e voltou a cobrar os países desenvolvidos. Disse que os países ricos devem assumir metas mais ambiciosas de redução de emissões de gases, e que "à altura de suas responsabilidades históricas".
Para o presidente brasileiro, "é inaceitável que os menos responsáveis pela mudança climática sejam suas primeiras e principais vítimas [do aquecimento global]". Lula disse que "as fragilidades de uns não podem servir de pretexto para o recuo e vacilação de outros. Não é politicamente racional nem moralmente justificável colocar interesses corporativos e setoriais à frente do bem comum da humanidade".
Lula também relacionou o tema do Meio Ambiente ao da exclusão social, afirmando que "a mudança do clima é um dos problemas mais graves que enfrenta a humanidade. Controlar o aquecimento global é fundamental para proteger o meio ambiente, permitir o crescimento econômico e superar a exclusão social".
"O combate à mudança do clima não pode fundamentar-se na manutenção da pobreza. A mitigação é essencial. Mas a adaptação é um desafio prioritário para os países em desenvolvimento, sobretudo para as pequenas ilhas e países sujeitos à desertificação, especialmente na África". Disse o Presidente Lula em Copenhague.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu a manutenção do Protocolo de Quioto. Em seu discurso, o presidente lembrou que o Protocolo de Quioto estabelece a obrigatoriedade de financiamento aos países pobres e em desenvolvimento para a execução de projetos na área.
Consonante com Lula, o presidente francês, Nicolas Sarkozy, também defendeu a manutenção dos esforços para se atingir as metas estipuladas pelo Protocolo de Kyoto.
Sarkozy também criticou o andamento dos trabalhos em Copenhague. "Um fracasso em Copenhague seria uma catástrofe para cada um de nós. Se continuarmos desta forma, caminharemos para o fracasso", disse.
"Temos que mudar de rumo, ou iremos direto à catástrofe...". "Temos menos de 24 horas, se continuarmos assim, vamos fracassar", insistiu Sarkozy.

Assista ao vídeo do pronunciamento de Lula no Youtube:
http://www.youtube.com/watch?v=ld0IFCMhLhA
“A hora de agir é essa. O veredicto da história não poupará os que faltarem com suas responsabilidades neste momento”
, afirmou o presidente Lula.


sábado, 12 de dezembro de 2009

Rascunho de um possível acordo climático opõe China e EUA

De um lado, os americanos prometeram que não vão assinar um acordo que preveja o financiamento para os países em desenvolvimento sem contrapartidas - em outras palavras, sem que os países mais pobres também se comprometam com metas específicas, e não voluntárias, de redução de as emissões de CO2 , tal como os ricos. Do outro, os chineses exigem que o financiamento seja realizado pelos países desenvolvidos, com responsabilidades históricas no aquecimento global.
Leia mais...

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Fórum Social Mundial - 10 Anos - Grande Porto Alegre


Fórum Social 10 Anos Grande Porto Alegre divulga programação de seminário internacional

Já estão confirmadas as mesas e alguns nomes de palestrantes do Seminário Internacional “10 Anos depois: desafios e propostas para um outro mundo possível”, que acontecerá dentro da programação do Fórum Social 10 Anos Grande Porto Alegre, de 25 a 29 de janeiro. Entre os nomes já confirmados/as estão Boaventura de Souza Santos (Portugal), David Harvey (EUA), Francisco Whitaker (Brasil), João Pedro Stédile (Brasil), Diana Senghor (Senegal), Immanuel Wallerstein (EUA), Samir Amin (Egito), Christophe Aguitton (França) e Virgínia Vargas (Peru).

As atividades do seminário acontecerão sempre pela manhã, na Usina do Gasômetro, em Porto Alegre. Confira abaixo a programação das mesas de debate:

Dia 25/01, quinta-feira:
“Fórum Social Mundial – Balanço de 10 anos”

Dia 26/01, sexta-feira:
“Conjuntura mundial hoje”

Dia 27/01, sábado:
“Elementos de uma nova agenda I”

Dia 28/01, domingo:
“Elementos de uma nova agenda II”

Dia 29/01, segunda:
“Sistematização das grandes questões e contribuição para o processo Fórum Social Mundial”

Além do seminário, a programação do Fórum Social 10 Anos Grande Porto Alegre inclui ainda as atividades auto-gestionadas, que acontecerão sempre à tarde, e a décima edição do Acampamento Internacional da Juventude, que desta vez acontecerá em Novo Hamburgo e cujas inscrições acontecem de 1º a 31/12, através do site http://www.acampamentofsm.org.br. As inscrições das atividades auto-gestionadas serão feitas diretamente com o comitê organizador de cada um dos municípios participantes (Porto Alegre, Canoas, Sapucaia do Sul, São Leopoldo, Novo Hamburgo, Campo Bom e Sapiranga) em prazo a ser divulgado em breve.

Outros eventos ocorrerão na região no mesmo período. De 22 a 29 de janeiro, será realizado, em Santa Maria e em Canoas, o I Fórum Social e a I Feira Mundial de Economia Solidária e, de 26 a 28, em São Leopoldo, o Fórum Mundial de Teologia e Libertação. O Fórum Social 10 Anos Grande Porto Alegre faz parte do processo do Fórum Social Mundial 2010, que acontecerá de forma descentralizada, com eventos e atividades ao longo de todo ano em várias partes do mundo.


Serviço:

Fórum Social 10 Anos Grande Porto Alegre
Quando: 25 a 29 de janeiro
Onde: Porto Alegre, Canoas, Sapucaia do Sul, São Leopoldo, Novo Hamburgo, Campo Bom e Sapiranga – RS – Brasil
Contato: fsm2010@yahoo.com.br

Acampamento Internacional da Juventude
Quando: 18 a 28 de janeiro
Onde: Novo Hamburgo – RS – Brasil
Contato: gtmobilizaçãofsm2010@acampamentofsm.org
Site: http://www.acampamentofsm.org.br

I Fórum Social e I Feira Mundial de Economia Solidária
Quando e onde: 22 a 24 de janeiro, em Santa Maria; e 25 a 29 de janeiro, em Canoas – RS – Brasil.
Site: http://www.fsmecosol.org.br
Contato: ecosol@fsmecosol.org.br

Fórum Mundial de Teologia e Libertação
Quando: 26 a 28 de janeiro
Onde: São Leopoldo - RS
Contato: permanentsecretariat@wftl.org

Primeiro esboço de texto de Copenhague


O esboço inicial para um texto do acordo da Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP 15), incluindo o que foi negociado até o momento para posteriores trabalhos pelos representantes dos países participantes, deve ser apresentado nesta sexta-feira (10), A comunicação foi dada pelo o negociador-chefe do Brasil, embaixador Luiz Alberto Figueiredo, na reunião das Nações Unidas sobre o clima, em Copenhague. Disse que o esqueleto de um documento que poderá ser assinado na próxima semana "está 90% pronto".

Seguidores

Na sua opinião, Ecologia é:

Loading...

Dicas de blogs

Papel de Parede

Lago Sereno Rosa São Miguel das Missões - RS Tranqüilidade